sexta-feira, 12 de junho de 2015

A biografia de Felix


Mais um projeto de financiamento coletivo na área. E o personagem também é importantíssimo: "Felix Mielli Venerando, O Voo do Papel" (Braz Cubas Editora).

Felix, goleiro tricampeão mundial brasileiro, na Copa de 1970, morreu em agosto de 2012.

Todos os veteranos do futebol brasileiro que construíram trajetórias vitoriosas deveriam ter a memória reverenciada, se não em livro (impresso ou digital), mas pelo menos com uma fanpage em rede social e/ou um site oficial. A família de Felix fez isso. Você pode acessar as páginas de Felix nos links a seguir:  

Sobre o livro, o link para participar é https://www.catarse.me/livrofelixgoleiro70

Sinopse (da editora)
Em uma iniciativa da recém-criada Braz Cubas Editora, com apoio da família de Felix Mielli Venerando, goleiro tricampeão da Seleção Brasileira de futebol, em 1970, no México, conhecido também como "Papel", pela leveza e desenvoltura embaixo das balizas, e por "Gato Felix", pela elasticidade e agilidade impressionantes nas defesas, o objetivo desse projeto é publicar a primeira biografia autorizada do ídolo, contando sua trajetória e suas histórias como atleta, marido e pai de três meninas.

Felix iniciou a carreira no Clube Atlético Juventus em 1951, aos 14 anos, passou pela Associação Portuguesa de Desportos, onde atuou de 1955 a 1968, com breve passagem pelo Nacional, em São Paulo. Em março de 1968 transferiu-se para o Fluminense Football Club, no Rio de Janeiro, no qual conquistou diversos títulos, encerrando a carreira de goleiro em 1977. 


Assumiu então o cargo de treinador de goleiros e auxiliar técnico, no próprio Tricolor Carioca, passando depois a técnico do Madureira e do Botafogo, do Rio de Janeiro, respectivamente, e por último do Avaí, de Santa Catarina. Jogou pela Seleção Brasileira no período de 1965 até 1973.

Dentre seus diversos títulos, os mais destacados são o que obteve como goleiro titular da Seleção Brasileira de futebol, campeã mundial invicta, e do Fluminense, campeão brasileiro, em 1970.

A obra terá depoimentos de seus familiares e de companheiros de Seleção Brasileira, Portuguesa e Fluminense, além de trechos de entrevistas dadas na mídia.


Sobre os autores:
Waldyr e Waléria Barboza, escritores e editores, publicaram em 2013 "Preguinho Confissões de um Gigante", biografia autorizada de João Coelho Netto, o Preguinho, multi-atleta campeão em oito modalidades, que fez carreira no Fluminense, além de ser o autor do primeiro gol da Seleção Brasileira, em 1930, no Uruguai. Preguinho é também o primeiro capitão e artilheiro, com três gols (na partida de estreia, contra a Iugoslávia - 1 - e no segundo jogo, frente à Bolívia - 2).




Colaboradores:
Patrícia Rinaldi Venerando, professora de educação física, filha de Felix, principal responsável pela divulgação e preservação da memória do pai e ídolo.








Luiz Otávio Coutinho, jornalista, apaixonado por futebol e pelo ídolo Felix, mantém, juntamente com Patrícia, uma fanpage dedicada ao atleta, com várias fotos, informações e dados estatísticos referentes à carreira do jogador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário