quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Retrospectiva LA: os lançamentos de 2012


No terceiro artigo da Retrospectiva 2012 do Literatura na Arquibancada, algumas dicas de livros lançados neste ano que enriqueceram as prateleiras dos amantes da literatura esportiva. Boas dicas para leitura durante as próximas férias. Entre no site e pesquise outros lançamentos: www.literaturanaarquibancada.com


Sócrates e suas crônicas publicadas na revista CartaCapital: "Sócrates, Brasileiro".


Vampeta, o “velho Vamp”, em um livro para torcedor de qualquer time morrer de rir e conhecer os bastidores do mundo da bola: "Vampeta - Memórias do Velho Vamp".


Os vinte anos da conquista mundial do São Paulo Futebol Clube: “1992 – O mundo em três cores”.


A biografia do goleiro Marcos, escrita por Mauro Beting: “Nunca fui santo”.


E ainda outro livro sobre o goleiro santo, escrito por Celso de Matos Jr: “São Marcos - De Palestra Itália”.


Um livro obrigatório para estudiosos dos vários fenômenos do futebol brasileiro. O mais terrível deles, a violência no futebol, é analisada em detalhes pelo craque da academia, Maurício Murad: “A violência no futebol”.


Para os rubro-negros o ano foi de fartura. Vários livros lançados, especialmente em homenagem a conquista do mundial interclubes de 1981. Mas há também a reedição de um livro histórico: “O vermelho e o negro – Pequena grande história do Flamengo”, de Ruy Castro.


No ano do centenário do Santos Futebol Clube, um livro fundamental para se compreender a genialidade de Pelé e do Santos na década de 1960 é a biografia do parceiro do rei, Coutinho: “9 de ouro – Coutinho, o Gênio da Área”.


O filme estourou nos cinemas. E o roteiro foi inspirado em um livro obrigatório: “Nunca houve um homem como Heleno”.  Marcos Eduardo Neves é o autor da biografia de Heleno de Freitas, um craque genial e genioso.


Tostão, um dos craques na conquista do tricampeonato mundial brasileiro de 1970, deixou os gramados e virou um dos maiores cronistas do país. Cronista no melhor sentido da palavra: um dos poucos profissionais a refletir em prosa o futebol mundial: “A perfeição não existe”, uma coletânea das crônicas de Tostão no jornal Folha de S. Paulo.



E nos esportes olímpicos, imperdível é a obra da psicóloga do esporte, Dra. Katia Rubio:

Nenhum comentário:

Postar um comentário