terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O coração azul de Adele


Amigo leitor, você pode estar estranhando os posts que o Literatura na Arquibancada vem fazendo sobre grandes estrelas da música nacional e internacional e suas paixões pelo futebol. Para mim, diferente de muitos críticos especializados, letras de músicas também podem ser consideradas “literatura”. Evidentemente, cada um na sua praia. Música é música, literatura é literatura. Um verso isolado, sem acordes perfeitos e a ênfase em determinadas palavras, não teria o mesmo efeito para os ouvintes, assim como, um poema lido sem a respectiva sonoridade necessária, não faria sentido.

Sendo assim, aí vai mais uma dica de uma estrela da música que vem fazendo gigantesco sucesso há apenas três anos. Seu nome é Adele Laurie Blue Adkins, ou simplesmente, Adele. A menina inglesa de apenas 23 anos é dona de uma voz única e, diferente das estrelas do pop mundial, é avessa aos paradigmas impostos pela atual indústria da música. Ela é gordinha, não faz estripulias no palco, os cenários são simples, sem grandes pirotecnias. Seus shows são “intimistas”, apesar do ritmo dançante de muitas de suas músicas. Fica em pé, na frente da imensa plateia e ao seu lado, um banquinho com uma garrafa de água para molhar de vez em quando a garganta que guarda uma voz poderosa.

Adele está apenas no seu segundo álbum, “21”, lançado em janeiro deste ano, “um requiem às separações amorosas” que se tornou o mais vendido na Inglaterra, com 3,4 milhões de cópias, superando “Back To Black” da falecida Amy Winehouse. Adele é sucesso em todo o mundo. 
Nos Estados Unidos, as vendas de seu álbum ultrapassaram 4 milhões de cópias. Na internet, os downloads crescem de forma impressionante.

Por conta do estilo (discreta, mas fuma e não esconde de ninguém que gosta de beber), da voz rouca e também gostar do gênero Soul, Adele passou a ser comparada a Amy Winehouse. Mas a menina loira e gordinha parece ser bem mais centrada do que a ex-amiga de escola, já que ambas estudaram juntas na Inglaterra.

Recentemente, Adele conseguiu um feito que muitos imaginavam impossível de ser batido: superou a marca dos Beatles, em 1964, tornandos-se a primeira artista viva a ter uma canção e um álbum no topo do ranking no Reino Unido. E de quebra, Adele ainda foi apontada a artista de 2011.

Bom, mas o que tudo isso teria a ver com o futebol? Até agora, falamos “apenas” das proezas que Adele tem conseguido com a força da sua voz, nos palcos do mundo inteiro. Mas ela também, aos poucos, está conseguindo entrar no mundo do futebol britânico. Para quem não sabe, o Liverpool FC ou os Reds, clube tradicionalíssimo da Primeira Divisão do futebol inglês (a Premier League) tem uma maneira emocionante de, digamos, “energizar” seus atletas antes de cada jogo disputado em seu estádio. As arquibancadas viram verdadeiros palcos de shows musicais, que misturam canções escolhidas pelos próprios torcedores para serem tocadas antes do início e nos intervalos dos jogos. E outras cantadas por eles mesmos, os torcedores. A mais famosa delas é a mítica canção “You Will Never Walk Alone”. Veja a letra e assista o vídeo com a tradução da letra. É emocionante.

You'll Never Walk Alone  Você Nunca Andará Sozinho

When you walk through a storm,                  Quando você anda através da tempestade,
Hold your head up high,                               Mantenha sua cabeça erguida,
And don't be afraid of the dark.                  E não tenha medo da escuridão.
At the end of a storm,                                 No final da tempestade,
There's a golden sky,                                   Existe um céu dourado,
And a sweet silver song of a lark.                 E o doce canto de uma cotovia.

Walk on through the wind,                          Ande através do vento,
Walk on through the rain,                           Ande através da chuva,
Though your dreams be tossed and blown... Mesmo que seus sonhos tenham sido jogados e perdidos...

Walk On! Walk On! With hope in your heart, Caminhe! Caminhe! Com esperança em seu coração,
And you'll never walk alone...                       E você nunca caminhará sozinho
           
You'll never walk alone                                  Você nunca caminhará sozinho

Walk On! Walk On! With hope in your heart, Caminhe! Caminhe! Com esperança em seu coração,
And you'll never walk alone...                       E você nunca vai andar sozinho

You'll never walk alone.                                E você nunca caminhará sozinho.




Recentemente, os torcedores do Liverpool FC escolheram como músicas para o “pré-jogo”, U2 – “Beautiful Day”, Foster the People – “Pumped Up Kicks” e Coldplay – “Viva La Vida”. Para o intervalo, mesmo Adele não sendo torcedora dos Reds e demonstrando todo o sucesso que faz entre os ingleses, sua música, “Rolling in the Deep”, surgia pela primeira vez em um estádio inglês. Pelo ritmo, já que a letra fala de um amor não correspondido, dá para se entender o pedido dos torcedores do Liverpool FC. A música é contagiante.




Mas então, por qual time o coração apaixonado de Adele fala mais alto? A resposta é Tottenham Hotspur, time de sua terra natal. Com o estrondoso sucesso de suas músicas, Adele não é mais uma simples torcedora local. No início do ano, quando estava hospedada em um hotel de Liverpool para um de seus shows, ela não se conteve ao saber que seu time favorito o Spurs, como são conhecidos, também estava ali concentrado para um jogo.

Como uma fã qualquer, pensou que poderia chegar próximo aos jogadores para demonstrar seu carinho, mas acabou barrada pelo rigoroso técnico da equipe Harry Redknapp que não sabia de quem se tratava aquela loira gordinha. 




Harru Redknapp, técnico do Tottenham. 




Adele ficou indignada e a notícia repercutiu em todos os jornais londrinos: “Ele não tinha ideia de quem eu era. Ele apenas me deu um olhar fulminante como se dissesse: ‘Você não pode causar uma cena, por favor, por favor, vá embora! Eu estava tão animada. Sou fã dos Spurs”. E emendou falando do entusiasmo que sentia com as notícias da época sobre o astro do futebol inglês, David Beckham, poder jogar pelo Tottenham Hotspur.
Beckham chegou a treinar por algumas semanas no clube inglês, mas apenas para manter a forma para a disputa da liga norte-americana de futebol pelo Los Angeles Galaxy.
Adele não parou por aí nas declarações sobre o encontro mal sucedido com seus ídolos do futebol inglês. Disse que, assim como o time do Liverpool tem músicas para homenagear seus craques e o próprio time, ela tentaria de todas as formas emplacar uma de suas músicas como tema para a equipe.
A canção que Adele diz querer ver cantada pelos torcedores do Spurs é “Hometown Glory”, uma de suas primeiras canções a projetá-la nas paradas britânicas. Uma música que fala da paixão pelo lugar em que cresceu. Será que os diretores do Spurs cederão ao apelo da nova estrela do pop mundial? Veja o vídeo com a tradução. A música pode não ter o ritmo e o balanço que vem seduzindo milhares de pessoas no mundo inteiro, mas é inesquecível, como uma declaração de amor, bem típica nas composições de Adele.


E para fechar, para aqueles que querem apenas curtir a voz poderosa de Adele, não pode deixar de ver o vídeo com outra de suas canções que vem fazendo enorme sucesso: "Someone like you".


Nenhum comentário:

Postar um comentário