domingo, 6 de novembro de 2011

Em nome do pai, do filho e do Flamengo. Amém...



Uma dica do Literatura na Arquibancada para os torcedores rubro-negros do Flamengo. O livro é assinado pelo português Luis Miguel Pereira, autor de diversos livros sobre o tema futebol.

Luis Miguel Pereira tem 42 anos e vive em Lisboa, Portugal. É jornalista esportivo há 20 anos, chefe de reportagem da SportTv e diretor da SporTV3. É autor ainda de outros livros sobre o tema futebol, entre eles: Mário Jardel – Os meus segredos; Dicionário do Futebol; Bloco notas de Laszlo Boloni; A arte de Simão Sabrosa; A luz não se apaga; Estórias D’Alvalade; Simão Sabrosa – O filme de um sonho; Bíblia do Benfica; Bíblia do Sporting; Bíblia do FC Porto; Biografia de Saviola, Bíblia da Seleção Espanhola; Bíblia da Seleção Brasileira, Bíblia do Real Madrid entre outros.

Luís Miguel tem verdadeiro fascínio por um dos maiores ídolos do rubro-negro, Zico: “Eu tenho uma paixão pelo Flamengo desde os tempos do Zico. Portugal não estava presente com grande frequência em copas do mundo, por isso a seleção dos portugueses era o Brasil. Tratava-se de um tempo em que não havia internet nem a velocidade vertiginosa que corre hoje a informação. O máximo que tínhamos era alguns jornais e revistas internacionais que nos chegavam com algumas semanas de atraso. Recordo-me de uma revista francesa – ‘Onze’ – que tinha ótimas fotografias de todas as seleções e clube do mundo. Eu recortava as fotos e forrava os meus cadernos e livros escolares com esse material.  Assim fui descobrindo o Flamengo… quase sempre ‘pela mão’ do Zico”.
E Zico gostou do que leu na Bíblia do Flamengo. Abaixo, alguns trechos escritos por ele:
Vendo a disposição dos conteúdos no livro, os fatos, as ilustrações e curiosidades que passam pela minha vida de torcedor e ajudam a entender a minha carreira como jogador, a memória trabalhou intensamente. Viajei no tempo por grandes conquistas como a do Mundial, em Tóquio, quando todos nós ficamos naquele frio japonês imaginando a festa que tomava conta de vários cantos do Brasil. (…)


Na leitura fácil das fichas, curiosidades sobre ex-companheiros, notei o quanto será saboroso compartilhar as histórias vividas com eles com meus netos. E, ao folhear passando mais velozmente as páginas, meu dedo parou por acidente no texto que lembrava a artilharia da Libertadores de 1981. Curioso porque aquela competição foi especial. Marquei 11 gols, dois deles no jogo contra o Cobreloa, na final. Gols comemorados como se eu vingasse nosso time, que jogava bola, diante de uma equipe que baseava sua estratégia na violência. Acho que jamais vibrei como naqueles gols. (…)

Encontrei vários trechos que aguçaram a minha memória, e creio que o torcedor também vai se identificar. A obra tem ainda frases, o resgate de grandes personagens do Flamengo, e detalhes para serem consultados a qualquer hora, que tornam o livro indispensável na mesa-de-cabeceira de quem é torcedor.

Boa leitura e saudações rubro-negras!


Serviço:
Bíblia do Flamengo – Luís Miguel Pereira – Editora Almedina/Prime Books

Para adquirir:

Nenhum comentário:

Postar um comentário