sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SER 10 - Talento ou Destino? (parte 10)


Em 2010, o SESC,  de Santos organizou a exposição e vídeo-instalação "É 10!". O evento prestou homenagem aos 70 anos de Pelé e outros craques do mundo que se destacaram vestindo a camisa 10. Para quem não viu, compartilho aqui os textos que produzi para o evento.

                                                                         *********


Não dá pra esquecer...

Do primeiro 10

Osman Medeiros, ex-jogador do América do Rio de Janeiro, foi o primeiro 10 da seleção brasileira, embora nessa época, início do século XX não se usasse números nas camisas. O mérito é atribuído a ele pelo fato de jogar na meia-esquerda da equipe brasileira que enfrentou o time inglês chamado Exeter City. O jogo ocorreu no dia 21 de junho de 1914, e o Brasil venceu pelo placar de 2 a 0. Osman marcou o primeiro gol e Oswaldo, seu companheiro de ataque, o segundo. Naquele dia, o Brasil entrou em campo, pela primeira vez, com o uniforme “verde e amarelo”, na verdade, uma faixa com essas cores sobre as mangas da camisa.

Equipe brasileira: Marcos de Mendonça, Píndaro e Nery; Lagreca, Rubens Salles, Rolando; Oswaldo, Abelardo, Friedenreich, Osman e Formiga.

Em 1950, na primeira copa disputada no Brasil, Jair Rosa Pinto teve o privilégio e a responsabilidade de vestir a 10 da seleção. Foi no jogo contra a seleção do México, no Maracanã, quando o Brasil venceu pelo placar de 4 a 0. Jair fez o primeiro gol com a camisa 10, aos 21 minutos do segundo tempo. Ídolo do futebol carioca e paulista, com passagens marcantes por Madureira, Vasco, Flamengo, Palmeiras e Santos, “Jajá” de Barra Mansa, como ficou conhecido, tornou-se um legítimo representante da 10, tanto que após a sua morte, em 28 de julho de 2005, virou nome de uma esquina, na Praça Saens Peña, na Tijuca, bairro onde morava. Era nesse pedaço de rua que Jajá costumava se reunir com os amigos para falar sobre algo que sabia fazer como ninguém: futebol.



 (crédito foto: http://www.supervasco.com/noticias/jair-rosa-pinto-ex-cracaco-vascaino-e-da-selecao-vira-nome-de-esquina-famosa-na-tijuca-rj-38339.html)

 Todos os 10 do Brasil em Copas
(a partir de 1950, quando as camisas passaram a ser numeradas)

1950 – Jair Rosa Pinto
1954 – Pinga (José Lázaro Robles)
1958 – Pelé
1962 – Pelé
1966 – Pelé
1970 – Pelé
1974 – Rivellino
1978 – Rivellino (contundido, jogou apenas  1º jogo)
1982 – Zico
1986 – Zico
1990 – Silas
1994 – Raí
1998 – Rivaldo
2002 – Rivaldo
2006 – Ronaldinho Gaúcho
2010 - Kaká

Nenhum comentário:

Postar um comentário